PURITA


realidades



Estou fartinha...estou por aqui ->
(inevitável gesto que eleva a mão acima da cabeça, numa expressão de total saturação)!
(Pre)conceitos, ideais e perfeições!
Que mania de pôr as nuvens à frente do sol!*
Será que amar a imperfeição não é um desafio muito maior?
E quando isso acontecer saberemos que somos únicos!
Agarro-te o braço, puxo-te a T-shirt, empurro-te, prendo-te os cordões desapertados com o meu pé...
Até ao dia em que te prendo com o meu cachecol e te puxo para mim, vejo bem a cor dos teus olhos, aquela que não está à vista, e é para ela que digo:
"Isso não existe!Sou eu que estou aqui! Gosto de ti (assim)! Tás parvo ou quê?"

Aproveitar é a palavra chave, porque o amor não está (só) em palavras encriptadas, ou complexas. Não está na luta para decifrar o que alguém nos quer dizer!
Isso é energia mal gasta!
É aceitar e aproveitar, é conhecer e querer conhecer mais, é dar, é acção!
Ataque realista, sorry!
Se eu sonho? Claro que sim!


...que uma noite destas vou miar ao teu telhado, abres a janela, afagas-me o pescoço, bebemos chá verde, enrosco-me e dizes-me:
Fica COMIGO!



ps. meow

*adenda: tentativa de metáfora mais elaborada para 'tapar o sol com a peneira'!No fundo, o sol quando existe deve brilhar!Por isso, sai da frente!:)

6 Responses to “realidades”

  1. # Anonymous Pedro

    Vai mais longe.
    A perfeição não faz parte do amor, é-lhe radicalmente estranha. A sua busca é mesmo uma merda das que empecilha.
    O amor é um mergulho, e não uma contemplação de águas límpidas vistas de cima de um qualquer pontão.  

  2. # Blogger purita

    em contrapartida também não faz sentido falar em imperfeições quando se ama verdadeiramente, pois não?:)  

  3. # Anonymous pedro

    A minha ideia era mesmo essa - a perfeição e o seu contrário não fazem qualquer sentido quando se ama. Imperfeito é o mundo.  

  4. # Blogger purita

    e a merda das 'responsabilidades' e 'obrigações' por ele impostas!  

  5. # Anonymous pedro

    Os mais hábeis, mais o super-homem e a mulher-aranha, parece que as driblam. Mas isso já são outras histórias. :-)  

  6. # Blogger Periférico

    Desculpem-me intrometer no vosso diálogo, mas se me permitem aqui vai o meu modesto contributo:

    Quando o objecto do nosso amor é um ser humano o que amamos nele são as imperfeições que o distinguem dos demais! Se fossemos todos perfeitos seríamos inevitavelmente todos iguais e o mundo uma enorme monotonia!


    Beijos  

Enviar um comentário



XML

Powered by Blogger

make money online blogger templates



© 2006 PURITA | Blogger Templates by GeckoandFly.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.