PURITA



Se canto
Não sei o que canto
Misto de ventura
Saudade, ternura
E talvez amor
Mas sei que cantando
Sinto o mesmo quando
Se tem um desgosto
E o pranto no rosto
Nos deixa melhor

Foi deus
Que deu voz ao vento
Luz ao firmamento
E deu o azul às ondas do mar foi deus
Que me pôs no peito
Um rosário de penas
Que vou desfiando
E choro a cantar
Fez poeta o rouxinol
Pôs no campo o alecrim
Deu as flores à primavera
Ai!, e deu-me esta voz a mim.

ps. e deu muito bem!

6 Responses to “”

  1. # Blogger intruso

    a grande Sôdona Amália...



    bj  

  2. # Blogger intruso

    Este comentário foi removido pelo autor.  

  3. # Blogger Jaime

    Tinha uma voz fora de série, sem dúvida. E, provavelmente, também seria verdade que "não sabia o que cantava". :-)

    Não me deixando indiferente, não me chega a comover...  

  4. # Anonymous Anónimo

    Estrela que brilha

    tinha uma excelente voz, pelo que ouvi, sobre ela, nem precisava de ensaiar porque o que lhe saia pela boca vinha da sua grande alma.
    e só mais uma estrela que esta no céu a brilhar.

    D.Purita como esta essa saude? desejo que se encopntre bem, e que estaja tudo bem consigo e com os seus.
    Pinochet, manda-lhe um beijinho.

    O desaparecido em conbate, regressou e afinal esta vivo e vivinho da silva.  

  5. # Anonymous cotyconnection

    Fado é quando um homem quer!!!  

  6. # Blogger Abssinto

    Para sempre.  

Enviar um comentário



XML

Powered by Blogger

make money online blogger templates



© 2006 PURITA | Blogger Templates by GeckoandFly.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.